Hipódromo da Gávea tem programa de segunda com cara de domingo

Jockey I 07.02.22

Por: Elaine Silva

Compartilhe:
Hipódromo da Gávea forma só dois programas de nove páreos
A prova de abertura, em 1500 metros, na grama, reunirá potros e potrancas promissores, com filiações régias, e expressiva expectativa dos seus proprietários e treinadores

A Secretaria da Comissão de Corridas do Jockey Club Brasileiro organizou programação de boa qualidade para esta segunda-feira, no hipódromo carioca, com início às 16h15. Em alguns páreos, sobretudo aqueles com chamadas para animais de 3 anos, com duas vitórias, 1 vitória, e, principalmente, o quarto, para potrancas ainda perdedoras, porém, com filiações régias, e muitas esperanças, os caminhões para trazer os corredores dos centros de treinamento, até a Gávea, estarão de plantão. Pode-se dizer, uma reunião de segunda, com cara de domingo. A Prova Especial Eulógio Morgado, Taça Profissionais do Turfe, em 1300 metros, na areia, dá o toque final, para avalizar a afirmação anterior.

A prova de abertura, em 1500 metros, na grama, reunirá potros e potrancas promissores, com filiações régias, e expressiva expectativa dos seus proprietários e treinadores. Farda conceituadas, demonstrações interessantes e com nítida evolução a cada corrida. Um desafio para o apostador na abertura do Pick 3. No terceiro páreo, jônico, do Haras Sweet Carol, Kawasaki, do Haras Santa Rita da Serra, de lasix, e de volta a raia de areia, e Mahogany, do Haras Springfield, já deram boas exibições na areia. E na quarta prova, estreia cercada de enorme expectativa Joya Rara, do Haras Santa Maria de Araras, filha da craque Daffy Girl, ganhadora do de sete carreiras, uma delas o GP Cruzeiro do Sul. Duas paranaenses, Caprichosa Dollar, reservada do Haras Alves Teixeira, e Karissia, de Gil Boczianowisk, estão comentadas, a, a gaúcha Vulcanizada, do Haras das Araucárias, também. (Raia Leve – Paulo Gama)

Edgar Prado encerra jejum em Gulfstream Park

O jóquei peruano, Edgar Prado, 57 anos, sétimo do mundo, em todos os tempos, em número de vitórias, na última sexta–feira, alcançou a marca de 7409 vitórias, ao vencer o sétimo páreo de Gulfstream Park, no dorso de Smiling Teuffles, pensionista do treinador, Daniel C. Murtak. Cotado a 13 por 1, o conduzido de Prado deu vantagem na partida, e ficou na última posição. Porém, os outros quatro concorrentes largaram em briga titânica pela primeira colocação. Na entrada da reta final, Smiling Teuffles, apareceu pela primeira vez na imagem da televisão. E, nos 200 metros finais, por fora, já assumiu a frente. Os demais competidores, depois da luta insana pela ponta, perderam forças e Prado comemorou o triunfo. Foi o seu primeiro em 2022. (Raia Leve – Paulo Gama)

Comentar com o Facebook
error: O conteúdo está protegido.