Legalização de cassinos pode criar 4 mil empregos e ampliar turismo no ES, segundo presidente ABIH-ES

Blog do Editor I 02.08.22

Por: Magno José

Compartilhe:
“Cassino na região de montanha é diferencial”, diz presidente da ABIH-ES
Além da geração de empregos, o crescimento do turismo no Estado também seria outro benefício da legalização dos jogos no Brasil, conta Nerleo Caus

Em discussão em Brasília, a possível aprovação do Marco Regulatório de Jogos de Apostas no Brasil, descrito no projeto de lei 442/1991, pode ampliar bastante o turismo no Espírito Santo e gerar até 4 mil empregos indiretos, segundo o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Espírito Santo (ABIH-ES), Nerleo Caus. Apesar do Brasil contar com uma grande de entusiastas e apostadores de cassinos on-line, a modalidade ainda não é permitida em cassinos físicos.

“A legalização traria um novo patamar para o turismo e o Espírito Santo tem potencial para receber cassinos. Não existe melhor do que você estabelecer uma nova fronteira, uma nova prateleira de turismo com relação a empregos. A instalação de um cassino, por exemplo, poderia criar aproximadamente 1.500 novas vagas de emprego diretos, e 4 mil em toda a cadeia”, explica.

Além da geração de empregos, o crescimento do turismo no Estado também seria outro benefício da legalização dos jogos no Brasil, conta Nerleo Caus. “É uma atividade que gera um grande fluxo turístico. As pessoas vêm de longe, de outros lugares para jogar. Cria-se um movimento, e além dos jogos, o turista conhece a região em que está hospedado. Quando eu falo cassino, eu me refiro a todo o projeto de um cassino integrado, com arte e lazer, com shows, com galerias, com gastronomia e com coisas lúdicas que geram atratividade, inclusive o próprio jogo. Um cassino em qualquer região do Estado seria um dinamizador do turismo na região”, afirma.

O projeto foi aprovado na Câmara dos Deputados semana passada, agora deve seguir para o Senado Federal, e depois para sanção do presidente da República. Caso seja aprovado, o projeto de lei especifica uma série de regras. Cassinos poderão explorar atividades como jogos de cartas, jogos de roleta, máquinas eletrônicas ou apostas, podendo ser instalados em resorts e hotéis.

Segundo levantamento realizado pelo Instituto Jogo Legal, o Brasil é o maior exportador de jogadores de cassinos do mundo, com aproximadamente 200 mil pessoas viajando para fora do país todos os anos em busca destas atividades. Vale lembrar que o mercado de apostas online se utiliza de artifícios para burlar essa restrição, desde que esses possuam sede em outros países onde sua atividade é devidamente legalizada. (Hoje ES)

Comentar com o Facebook
error: O conteúdo está protegido.