Polícia investiga caso de diretor da Caixa encontrado morto na sede do banco, em Brasília

Blog do Editor I 20.07.22

Por: Magno José

Compartilhe:
Polícia investiga caso de diretor da Caixa encontrado morto na sede do banco, em Brasília
A tragédia chama atenção porque a diretoria de Sérgio Faustino Batista tem relação direta com o mais recente escândalo a envolver o banco

O diretor de Controles Internos e Integridade da Caixa, Sérgio Ricardo Faustino Batista, foi encontrado morto na noite desta terça-feira (19) no edifício-sede do banco, na região central de Brasília. O caso está sob investigação. Apurações preliminares indicam tratar-se de suicídio. Colegas do servidor dizem que ele tirou a própria vida ao se jogar do sétimo andar do prédio. O corpo foi encontrado por vigilantes na área externa do banco, revela o colunista Rodrigo Rangel no Metrópoles.

O corpo foi encontrado na área externa do prédio por vigilantes que estavam de plantão. A ocorrência foi registrada pela Polícia Civil do Distrito Federal. A Polícia Federal foi comunicada.

A tragédia chama atenção porque a diretoria de Sérgio Faustino Batista tem relação direta com o mais recente escândalo a envolver o banco.

Em reportagem publicada pela coluna, funcionárias da Caixa acusaram o então presidente da instituição, Pedro Guimarães, de assédio sexual. Guimarães caiu após a publicação das denúncias.

A Diretoria de Controles Internos e Integridade, a DECOI, é responsável pelo recebimento e acompanhando de denúncias feitas por funcionários por meio dos canais internos do banco.

Após a eclosão do escândalo, a Caixa admitiu a existência de uma denúncia de assédio apresentada em maio por meio dos canais internos.

Há suspeita de que essa denúncia, antes de ser apurada, tenha sido levada ao conhecimento da cúpula do banco.

O diretor morto tinha 54 anos e seguiu no cargo mesmo após a mudança na presidência da Caixa. Funcionário de carreira, antes ele havia integrado a equipe que assessorava diretamente o gabinete de Pedro Guimarães.

Nota da Caixa

Em nota, a Caixa manifestou “profundo pesar pelo falecimento do empregado Sérgio Ricardo Faustino Batista”, e disse que colabora com as investigações. “Nossos sinceros sentimentos aos amigos e familiares, aos quais estamos prestando total apoio e acolhimento. O banco contribui com as apurações para confirmar as causas do ocorrido”, diz o texto.

Comentar com o Facebook
error: O conteúdo está protegido.