Atirador que matou dono de loteria no Piauí é preso e confessa crime

Lotérica I 17.03.24

Por: Magno José

Compartilhe:
Atirador que matou dono de loteria no Piauí confessa crime
Gleison Ferreira Silva foi preso pela Polícia Civil do Piauí (Foto: Divulgação/SSP-PI)

Segundo a SSP-PI, pelo menos dois criminosos atuaram no latrocínio. Um deles foi preso logo após o crime e o outro se trata de Gleison, que está sendo procurado. O órgão divulgou a extensa ficha criminal dos suspeitos, veja abaixo:

Gleison foi condenado a 9 anos e seis meses de reclusão por, segundo a sentença, ter matado Paulo Maciel de Oliveira com um tiro, no dia 7 de agosto de 2016, no bairro Matadouro, Zona Norte da capital.

A condenação ocorreu em julgamento na 1ª Vara do Tribunal Popular do Júri da Comarca de Teresina, no dia 28 de junho de 2023. O réu ainda não iniciou o cumprimento da pena porque está recorrendo da sentença.

Ele também possui uma condenação por tráfico de drogas; está aguardando audiência de instrução em um processo de roubo qualificado, crime contra a dignidade sexual e corrupção de menores. Há ainda um processo por receptação em aberto contra ele.

A Polícia segue em diligências para a sua captura e solicita a colaboração da população. Qualquer informação que leve à prisão do suspeito pode ser repassada à Superintendência de Operações Integradas da SSP através do número (86) 99426-0167. O sigilo absoluto é garantido.

Suspeito usando tornozeleira eletrônica

Isac da Silvia Nascimento, o suspeito preso logo após o latrocínio, estava usando uma tornozeleira eletrônica no momento do crime, porque, segundo a SSP-PI, ele, atualmente, cumpre pena em regime semi-aberto. O órgão listou sete processos por roubo e posse de drogas, com três condenações.

Segundo a polícia, a participação dele na morte do empresário consistiu em aguardar Gleison do lado de fora da casa lotérica para que os dois pudessem fugir. Ao prendê-lo, a polícia também apreendeu o carro que teria sido usado para a fuga e uma moto.

Latrocínio em lotérica

Petrônio Nunes, dono da lotérica, morreu após ser baleado no peito durante um assalto, na quarta (13), em Teresina. Segundo a polícia, dois homens participaram do crime e Isac da Silvia Nascimento foi preso, como um dos suspeitos, logo em seguida. O outro, Gleison Ferreira Silva está sendo procurado.

Um vídeo de uma câmera de segurança (acima) mostra que o assaltante aproveitou o momento em que a porta da lotérica foi aberta para forçar a entrada, com um chute.

Imagens de dentro das câmeras de dentro da lotérica mostram que o homem agrediu o filho do empresário (que aparece vestindo uma camiseta rosa) com uma coronhada. Logo depois, o empresário (de camisa branca) chuta o criminoso, para expulsá-lo.

Depois, o assaltante foi empurrado para fora do local e atirou no empresário, atingindo ele no peito. Ele caiu no chão e foi amparado pelo próprio filho.

O empresário foi levado para um hospital particular de Teresina, mas não resistiu e morreu. O filho dele também foi atendido no mesmo hospital. (g1 Globo)

 

Comentar com o Facebook