The Stars Group com crescimento de 35% em relação a 2017

Compartilhar

O The Stars Group, empresa mãe da PokerStars e Full Tilt, apresentou o seu relatório de contas relativo ao segundo trimestre de 2018, onde apresenta um aumento de 34,8% nas receitas em relação ao mesmo período do ano passado.

O total de receitas conseguidas com os vários produtos do grupo chegaram aos US$ 411,512 milhões, bem acima dos US$ 305,305 apresentados em igual período de 2017. O aumento é significativo e deve-se sobretudo às apostas esportivas que viram um aumento de 815,7% em relação a 2017.

O poker também cresceu e obteve receitas na ordem dos US$ 216,986 milhões, mais 6,9% do que em 2017, onde registou US$ 202,897 milhões.

Como é possível perceber e já foi até dito pelos responsáveis da sala, o poker terá cada vez um menor peso nas contas da companhia e o grande aumento registrado nas apostas esportivas refletem isso mesmo.

As aquisições das australianas CrownBet e William Hill Australia, que irão ficar sob um novo nome de BetEasy, também contribuíram para um balanço bastante positivo do grupo. Já a aquisição da britânica Sky Betting & Gaming acabou por ficar fora das contas deste relatório uma vez que o processo terminou depois do dia 10 de julho.

Rafi Ashkenazi, CEO do The Stars Group

Rafi Ashkenazi, CEO do The Stars Group disse: “O continuo crescimento das nossas ofertas de apostas esportivas e de cassino, e a soma das nossas aquisições de 2018 transformaram o nosso negócio e melhoraram muito a base e diversidade dos nossos lucros, que agora é quase igual entre todos os setores, sendo 75% regulados e taxados localmente”.

Apesar do crescimento com as receitas no poker e da entrada de Portugal na liquidez partilhada, o grupo registrou uma redução de jogadores ativos (QAUs) na PokerStars. A diminuição foi de 7,3 % e segundo o The Stars Group deveu-se essencialmente à saída da sala de poker da Austrália e da Colômbia, assim como o decréscimo de operações na Polônia, onde a sala não tem licença local. (PokerNews)

Comentar com o Facebook

Deixe uma resposta