Longas filas marcam reabertura de lotéricas em Campo Grande no pós-feriadão

Compartilhar
Decreto que entrou em vigor nesta segunda-feira flexibilizou a abertura do comércio em todo o estado
A segunda-feira (05), foi marcada pela reabertura do comércio, após flexibilizações em relação aos decretos de restrições do governo estadual e prefeitura que tentaram frear o avanço da covid-19. A movimentação de pessoas em comércios de bairros e no centro da Capital foi grande e houve filas para entrar em casas lotéricas depois que os estabelecimentos ficaram fechados.
Para evitar multas, a funcionária pública Jussara Aparecida Rezende, 43, adiantou as contas que venceriam na semana em que a lotérica ficou fechada, e na tarde de hoje enfrentou filas para quitar o restante das dívidas. “Eu tenho medo de pagar pelo aplicativo, não confio, prefiro vir aqui e pagar pessoalmente. As contas que atrasariam na semana que estava fechada eu adiantei”, disse.
O autônomo José Veríssimo, 65, que não está habituado com pagamentos virtuais e correu para uma unidade lotérica para quitar as contas que ficaram atrasadas durante o período de restrições. “Eu não sei pagar pelo aplicativo, não sei mexer com essas coisas, as contas acabaram atrasando tudo la em casa”, lamentou.
Mesmo quem está familiarizado com o pagamento de boletos através de canais virtuais estava ansioso pela reabertura das casas lotéricas para fazer uma fézinha. “As contas eu pago tudo pelo celular, mas eu preciso da lotérica pra fazer meus jogos, essas duas semanas que ficaram fechadas eu fiquei agoniado em casa”, relatou Wagner de Oliveira Lima de 48 anos.
Com novas diretrizes a serem seguidas a partir de hoje, cada cidade de Mato Grosso do Sul vai adaptar a rotina à gravidade da pandemia, conforme relatório do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança na Economia), do Governo do Estado. Com a flexibilização, o comércio, bancos, lotéricas e outros serviços poderão funcionar, desde que respeitem medidas de biossegurança e o toque de recolher. (Campo Grande News – Jhefferson Gamarra e Ana Beatriz Rodrigues – MS)
Comentar com o Facebook