MGA de domingo na Gávea foi o maior da semana

Compartilhar
O Movimento Geral de Apostas (MGA) de domingo no Hipódromo da Gávea foi de R$ 768.885,17, na segunda–feira R$ 652.324,72 e na terça-feira R$ 697.967,59

No turfe carioca, mais uma vez ficou comprovado, que a qualidade técnica dos páreos organizados está diretamente ligada a resposta positiva do apostador. A programação de domingo à tarde, no Hipódromo da Gávea, com dois clássicos de Grupo 1, os GPs Zélia Gonzaga Peixoto de Castro e o Cruzeiro do Sul, somados ao Grupo 3, o GP José Paulino Nogueira, e o Clássico Jockey Club de São Paulo proporcionou Movimento Geral de Apostas de R$ 768.885,17. O valor deve ser considerado bem expressivo, se for levado em conta o período de pandemia, o prado de portões fechados, e os problemas financeiros enfrentados pela sociedade.

As programações de segunda e terça–feira, com o público turfista já acostumado com elas habitualmente, disputaram a segunda posição na arrecadação de apostas. A terça–feira, com alguns apostadores em busca de forra depois da sequência de reuniões, levou a melhor com R$ 697.967,59. Mas o MGA de segunda também foi bom, com R$ 652.324,72. Por outro lado, as duas reuniões, de sexta–feira e sábado, fora da rotina dos turfistas, decepcionaram. Na sexta, com programação toda em pista de areia, e tecnicamente a mais fraca das cinco, só foram apostados R$ 518.381,32. E o sábado, há algum fora do foco dos apostadores, mais uma vez não alavancou, com apenas R$ 576.431,24. A turma guardou o dinheiro para o domingo. (Raia Leve – Paulo Gama)

Comentar com o Facebook