Parlamentares do PP já brigam na Caixa

Blog do Editor I 03.03.24

Por: Magno José

Compartilhe:
Em semana curta, Lira obriga presença de deputados para votar projetos sobre apostas esportivas e juros
Congressistas do partido reclamam que demandas só avançam no banco se o deputado Arthur Lira der o aval ao presidente da Caixa, seu apadrinhado

A bonança do Progressistas no Governo Jair Bolsonaro deparou-se com terreno infértil para o partido na Era Lula da Silva III. Apenas um homem da legenda surfa na onda de uma parceria, e pela força do cargo: o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, registra a Coluna do Leandro Mazzini na Isto É.

Até 2022 uma potência no inquilinato da Esplanada e nos dois bancões oficiais, o PP agora vê o desfile de Lira, sedento por uma carona. As principais demandas de cargos estão na cota do deputado federal, e não na do presidente, Ciro Nogueira (um bolsonarista que já andou de mãos dadas com Lula e Dilma Rousseff, e ainda se mantém fiel ao capitão).

Esse cenário foi um dos motivos de uma áspera conversa entre Lira e Nogueira há dias. Eles quase foram às vias de fato, segundo relatam aliados de ambos. Nogueira reclamou que Carlos Vieira, presidente da Caixa, da cota de Lira, não atendeu a um pedido de amigo do Piauí para avaliar um projeto na área de habitação. Vieira tem que telefonar para o deputado toda vez que há demanda do PP.

 

Comentar com o Facebook