Paulo Guedes opta por solução interna, e Alexandre Ywata assume vaga de Daniella Marques na SEPEC-ME

Destaque I 01.07.22

Por: Magno José

Compartilhe:
Alexandre Ywata, secretário de Desenvolvimento da Infraestrutura da Secretaria de Produtividade e Competitividade (Imagem: Divulgação/Ipea)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, que ‘emplacou’ recentemente dois auxiliares em novos cargos no governo Bolsonaro – com Caio Paes de Andrade, na Petrobras e Daniella Marques, na Caixa – escolheu uma solução interna para a Secretaria de Produtividade e Competitividade (Sepec), que faz parte do Ministério, revela a Coluna de Carla Araújo no UOL e informação confirmada pelo BNLData.

A Secretaria Especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia – SEPEC-ME absorveu em abril deste ano a área de regulação, autorização, normatização e fiscalização dos segmentos de distribuição gratuita de prêmios a título de propaganda, captação antecipada de poupança popular e loterias, inclusive sweepstakes e outras modalidades de loterias realizadas por entidades promotoras de corridas de cavalos, além de supervisionar, no âmbito do Governo federal, a política e a regulação de loterias.

Caberá a SEPEC-ME a regulação das apostas em quota fixa ou as apostas esportivas.

O atual secretário de Desenvolvimento da Infraestrutura da Sepec, Alexandre Ywata, vai assumir a vaga de Daniella, escolhida pelo presidente Jair Bolsonaro nesta quarta-feira (29) para substituir Pedro Guimarães, acusado de assédio pelo Ministério Público Federal.

Engenheiro mecânico aeronáutico, Ywata já atuou como subsecretário de Direito Econômico da Secretaria Especial do Tesouro e Orçamento.

Servidor de carreira do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), ele tem passagens justamente pela Caixa, onde foi presidente da Caixa Participações, vice-presidente de Riscos e Controles Internos e vice-presidente de Fundos de Investimentos.

Comentar com o Facebook
error: O conteúdo está protegido.