Brasil segue como líder mundial de jogos suspeitos de manipulação, mas número cai

Apostas I 04.03.24

Por: Elaine Silva

Compartilhe:
Brasil segue como líder mundial de jogos suspeitos de manipulação, mas número cai 1
Futebol é o esporte com mais casos suspeitos, até por sua popularidade e mercado de apostas

O Brasil continua na liderança mundial de jogos suspeitos de manipulação, com 109 casos em 2023. Por outro lado, o país registrou redução de 29% em relação a 2022. É o que aponta relatório anual de integridade da Sportradar, empresa líder global em tecnologia esportiva, além de parceira da CBF, Conmebol, Uefa e Fifa. O ge obteve acesso às principais informações do documento.

Os 109 eventos controversos no Brasil foram todos no futebol: 15 em competições organizadas pela CBF, e 94 pelas federações estaduais. O ge também apurou quais foram essas 15 partidas suspeitas de manipulação em torneios da CBF (veja abaixo): 13 da Série D, um da Segunda Divisão e outro da Copa Verde.
– Tombense x Londrina – Série B
– Atlético Acreano x São Francisco-AC – Copa Verde
– União Rondonópolis x Interporto-TO – Série D
– Hercílio Luz x Aimoré – Série D
– São Raimundo x São Francisco-AC – Série D
– São Francisco-AC x Princesa dos Solimões – Série D
– Brasiliense x Interporto-TO – Série D
– Tuna Luso x São Francisco-AC – Série D
– São Francisco-AC x Águia de Marabá – Série D
– Humaitá-SC x São Francisco-AC – Série D
– Trem-AP x São Francisco-AC – Série D
– Operário Várzea-Grandense x Interporto-TO – Série D
– Anápolis x Interporto-TO – Série D
– São Francisco-AC x Humaitá-SC – Série D
– Tombense x Londrina – Série D
– Iporá x Interporto-TO – Série D

Houve 44 casos a menos do que em 2022, quando o país também ficou na liderança mundial. É a primeira vez que o Brasil tem uma diminuição de jogos suspeitos desde 2020.

A Sportradar analisou 9 mil jogos no Brasil, de 118 competições de futebol. O percentual considerado duvidoso foi de 1,21% do total. Quando se observa separadamente, chama a atenção a diferença entre o percentual das competições da CBF, próximo da média global, e o dos torneios organizados pelas federações estaduais — acima do dobro.

Jogo suspeito é todo aquele que exibe “provas contundentes” de viciação de resultados ou com indícios críveis de manipulação. A Sportradar afirma ter “limite alto” para essa classificação.

Países com mais jogos suspeitos em 2023*:
1 – Brasil – 109
2 – República Tcheca – 67
3 – Filipinas – 65
4 – Rússia – 55
5 – Grécia – 46
6 – Cazaquistão e Vietnã – 43
7 – Peru – 38
8 – Argentina e Sérvia – 36
* Este ranking envolve o futebol e outros esportes; Fonte: Sportradar

Futebol teve aumento de casos em 2023
O futebol segue sendo, de longe, o esporte com mais jogos suspeitos no mundo: 66% de todos os casos em 2023. Isso se explica pela sua popularidade e também pelo universo de apostas à sua volta.

A Sportradar contabilizou 880 casos no futebol no ano passado, 103 a mais do que em 2022. A cada 160 jogos monitorados, um foi considerado suspeito de manipulação.

A esmagadora maioria das partidas controversas no futebol apresentava apostas ao vivo: 95% dos casos. E dentro deste grupo, em 70% delas, as apostas suspeitas aconteciam durante o primeiro tempo. Em todo o mundo, os 15 minutos iniciais são o período mais afetado por padrões duvidosos de apostas. O tipo mais comum de suspeita de manipulação em 2023 foi de resultado combinado: 44%.

O relatório do monitoramento da Sportradar indica que houve um aumento global de jogos de primeira divisão nacionais afetados por esse problema, de 17,5% em 2022 para 24% em 2023. Geralmente, as tentativas de manipulação se concentram em ligas regionais ou categorias de base, onde há menos investimento, medidas de integridade, e os jogadores correm maior risco.

Casos no mundo do esporte crescem 9%
Esportes com mais casos de jogos suspeitos

Brasil segue como líder mundial de jogos suspeitos de manipulação, mas número cai

Como é possível ver no gráfico acima, entre os esportes com mais jogos suspeitos de manipulação segundo a Sportradar, o futebol foi o que apresentou o maior crescimento de um ano para o outro.

Mais importante do que a quantidade é a frequência de jogos suspeitos de manipulação em cada esporte. O futebol também lidera nesse aspecto, três vezes acima da média geral.
– Futebol – 1 a cada 160 (0,63%)
– Basquete – 1 a cada 244 (0,41%)
– Esports – 1 a cada 643 (0,16%)
– Tênis – 1 a cada 1.182 (0,05%)
– Tênis de Mesa – 1 a cada 2,197 (0,05%)
Todos os esportes – 1 a cada 467 (0,21%)

No geral, o número de eventos esportivos considerados duvidosos aumentou 9%. Foram 1.212 em 2022 e 1.329 em 2023 — novo recorde no histórico da Sportradar. A empresa monitorou no ano passado 850 mil eventos, de 70 esportes, entre modalidades masculinas e femininas.

99,5% dos eventos esportivos monitorados foram considerados limpos.

— O investimento contínuo no desenvolvimento de tecnologia é fundamental para detectar ocorrências de manipulação de resultados que seriam difíceis de encontrar de outra forma. Em combinação com o acesso a dados em nível da conta, a colaboração entre toda a indústria e especialistas humanos, temos um conjunto de ferramentas poderosas para ajudar a prevenir e detectar riscos para a integridade esportiva — disse Andreas Krannich, vice-presidente executivo de Integridade, Proteção de Direitos e Serviços Regulatórios da Sportradar. (Veja o percentual de jogos suspeitos de manipulação em 2023 e assista aos vídeos no ge Futebol Internacional – Raphael Zarko e Rodrigo Lois/Rio de Janeiro)

 

Comentar com o Facebook