Comissão de Esporte vota requerimento de audiência pública sobre a manipulação de resultados

Apostas I 27.02.24

Por: Magno José

Compartilhe:
Agência Senado: Comissão do Esporte vota regulamentação de 'bets' nesta terça-feira
Requerimento dos senadores Eduardo Girão e Carlos Portinho convida o CEO da empresa Good Game!, Thierry Hassanaly, que trabalhou na análise da arbitragem no Campeonato Carioca e declarou estar “99% convencido” de que alguns jogos foram manipulados

Com cinco itens na pauta, a Comissão de Esporte (CEsp) do Senado se reúne nesta quarta-feira (28), às 10h30m, e pode votar o projeto de lei que cria a Política Nacional de Promoção da Atividade Física para a Pessoa Idosa. O PL 4.974/2023, do senador Eduardo Gomes (PL-TO), tem o objetivo de promover a prática regular de exercício e esporte pelos idosos, visando à melhoria da qualidade de vida, promoção da saúde, manutenção da autonomia e redução da dependência funcional, registra a Agência Senado.

Também será objeto de deliberação da CEsp um requerimento de audiência pública sobre a manipulação de resultados no Campeonato Brasileiro de Futebol de 2023 (REQ 1/2024 — CEsp). Os autores do requerimento, senadores Eduardo Girão (Novo-CE) e Carlos Portinho (PL-RJ), chamam atenção para o avanço dos “embustes” envolvendo corrupção em apostas esportivas no Brasil e sugerem convidar para a audiência o CEO da empresa Good Game!, Thierry Hassanaly, que trabalhou na análise da arbitragem no Campeonato Carioca e declarou estar “99% convencido” de que alguns jogos foram manipulados.

Segundo os parlamentares, a manipulação de resultados é outro efeito colateral da expansão do mercado de apostas esportivas. Empresas referência em monitoramento de fraudes esportivas apontaram que cada vez mais é preciso de segurança no universo das apostas esportivas pela internet.

“A jogatina, além de ser um vício, que leva muitas pessoas a perderem a saúde mental e todo o patrimônio, é sempre uma grande porta aberta para crimes graves como lavagem de dinheiro, entre outros atrelados à corrupção de atletas e árbitros”, complementam os senadores na justificativa de seu requerimento.

 

Comentar com o Facebook