Evangélicos ameaçam obstruir votação de jogos de azar

Destaque I 01.02.22

Por: Elaine Silva

Compartilhe:
O plenário da Câmara dos Deputados, sob a presidência de Arthur Lira (PP-AL)

A sinalização de Arthur Lira de que vai pautar para votação já para fevereiro a proposta que regulariza jogos de azar, como jogo do bicho, cassinos e bingos no Brasil mobilizou deputados da Frente Parlamentar Evangélica na Câmara a ameaçar obstruir a sessão.

Na semana passada, Arthur Lira garantiu a Felipe Carreras (PSB-PE), relator da proposta na Câmara, que projeto será votado tão logo os parlamentares retomem os trabalhos, já neste mês.

A iniciativa incomodou parlamentares evangélicos, que já ensaiam obstruir a sessão. Os deputados alegam terem costurado um acordo com Arthur Lira de que eles só votariam propostas que tenham consenso da maioria enquanto a Câmara está em trabalho remoto por causa do avanço da variante ômicron.

— A Frente Parlamentar Evangélica, que é composta por diferentes partidos, já está se organizando para a obstrução da matéria. Mas, nós esperamos dentro de uma boa convivência que sempre tivemos com o presidente Arthur Lira, que ele não paute o tema durante a sessão remota. Porque se ele pautar, a Frente entende que estamos diante de uma manobra patrocinada pelo próprio Lira — afirmou Otoni de Paula, uma das vozes da frente evangélica na Câmara. (Lauro Jardim – Naira Trindade)

Comentar com o Facebook
error: O conteúdo está protegido.