Ex-governador do Mato Grosso busca liberação de cassinos e pretende construir novo Malai em Santa Catarina

Destaque I 03.02.22

Por: Elaine Silva

Compartilhe:
Dois parlamentares do Mato Grosso teriam sido escalados por Blairo Maggi para fazerem lobby em favor da liberação dos jogos de azar

O presidente Jair Bolsonaro não pode ouvir falar no nome de Blairo Maggi. Mencionando em nome do empresário, dois parlamentares fizeram lobby no Planalto em favor da legalização dos jogos de azar. O projeto de lei está em discussão no Senado há anos. O ex-senador foi autor de um substitutivo apresentado junto à proposta original, do agora ministro Ciro Nogueira (PLS 186/14).

Bolsonaro detesta Blairo. Tem certeza de que o empresário apoiará fortemente Lula. Ao saber que aliados do pecuarista estavam à frente do lobby, Bolsonaro fez questão de declarar publicamente ser contra a proposta – embora a posição do governo seja dúbia.

Os parlamentares informaram aos seus interlocutores no Planalto que o ex-senador adquiriu um terreno em Itapema, no litoral norte de Santa Catarina, onde construiria uma filial do resort Malai. Nele, poderia explorar esse tipo de atividade, caso a proposta seja aprovada no Congresso.

Atualmente, o Malai só possui uma unidade, na Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso. O resort pertence aos filhos de Blairo Maggi e já se envolveu em polêmicas com a prefeitura local, por divergências sobre o pagamento de impostos. As diárias custam R$ 1,3 mil por casal, em baixa temporada.

Com uma nova filial em Santa Catarina, o grupo poderia crescer substancialmente. Itapema é vizinha de Balneário Camboriú, cidade que recebe boa parte dos turistas endinheirados do país nos últimos anos. Até o jogador Neymar tem um apartamento na região.

Procurado pelo Bastidor, Blairo Maggi negou que esteja participando de negociações sobre o projeto de lei. Ele riu ao ser questionado sobre a intenção de abrir um hotel em Santa Catarina e afirmou que largou a política em definitivo. Não quer nem ser candidato neste ano. O último cargo público que ocupou foi como ministro da Agricultura, no governo de Michel Temer.

Comentar com o Facebook
error: O conteúdo está protegido.