Futebol feminino entra no mundo das apostas e vê crescimento de patrocínio e premiações

Apostas I 15.03.24

Por: Magno José

Compartilhe:
Eventos em Londres agitam executivos das bets e apresentam tendências do mercado
A lateral-direita do Palmeiras Bruna Calderan com o novo uniforme do time (Foto: Divulgação)

O Campeonato Brasileiro Feminino 2024 começa nesta sexta-feira com três jogos à noite.

O dinheiro das casas de apostas inundou o futebol brasileiro nos últimos anos junto com a mudança da legislação do país. Os primeiros beneficiados foram os homens. Agora, chegou a vez das mulheres. Na edição do Brasileirão A1 deste ano, 14 dos 16 times femininos terão estampados em seus uniformes a marca de alguma bet — apenas Grêmio e Real Brasília não entram na lista, registra o Blog Carlota no Globo Online.

Boa parte dos patrocínios das bets é uma extensão dos acordos feitos para as equipes masculinas. Das 14 equipes, 11 seguem esse modelo. Apenas três possuem contratos específicos como patrocinadores master nos times femininos: Palmeiras, Internacional e Ferroviária (esse exclusivo das mulheres com vínculo renovado até 2026).

O Palmeiras, inclusive, conseguiu uma das parcerias mais lucrativas da América do Sul para a modalidade. O acordo com a Esportes da Sorte, anunciado em janeiro deste ano, não teve os valores revelados. Mas, segundo a imprensa especializada, gira em torno de R$20 milhões para o patrocínio master do time feminino e outras ações no masculino.

— Era um desejo enorme da nossa parte estar inserido com mais contundência no futebol feminino, e esse “namoro” com o Palmeiras surgiu a partir disso. O Palmeiras vem sempre chegando às finais e brigando por título no feminino, como a Copa Libertadores, e acredito que com a nossa parceria, podemos crescer ainda mais não apenas na parte técnica, mas também fora das quatro linhas, além de nos inserir em uma modalidade que não para de crescer e já é uma realidade global — afirmou Darwin Filho, CEO do Esportes da Sorte.

Ao todo, as 16 equipes da elite feminina contam com 55 parcerias em seus uniformes. Uma valorização que vai ser acompanhada nas premiações. A CBF aumentou o valor dos prêmios em 25%. O campeão vai levar R$ 1,5 milhão, enquanto o vice embolsará com R$ 750 mil — em 2023, o primeiro lugar recebeu R$ 1,2 milhão, e o vice R$ 600 mil .

Ao todo, a entidade promete distribuir às equipes R$ 6 milhões por meio de cotas. Na primeira fase, cada time receberá R$ 300 mil. Nas quartas de final, as oito classificadas ganharão R$ 100 mil. Os quatro semifinalistas receberão mais R$ 100 mil.

Brasileirão Feminino 2024 começa nesta sexta com três jogos; veja tabela

Futebol feminino entra no mundo das apostas e vê crescimento de patrocínio e premiações
Troféu do Brasileirão Feminino (Foto: Alex Ramos/ CBF)

O Campeonato Brasileiro Feminino 2024 começa nesta sexta-feira com três jogos à noite. O dia de abertura da competição tem as estreias de Santos, Real Brasília-DF, Ferroviária, Botafogo, Palmeiras e Flamengo.

No sábado, a rodada continua com mais quatro jogos e, na segunda-feira, o atual campeão Corinthians inicia a defesa do título diante do Grêmio.

A competição conta com 16 times e tem final prevista para 22 de setembro, com pausa entre julho e agosto por conta dos Jogos Olímpicos de Paris, registra o ge Globo.

Na primeira fase, as equipes se enfrentam em turno único. As oito melhores colocadas vão para as quartas de final. Depois, semi e, por fim, final.

Veja jogos da 1ª rodada do Brasileirão feminino:

15 de março, sexta-feira

19h: Santos x Real Brasília-DF – Vila Belmiro
19h: Ferroviária x Botafogo – Fonte Luminosa
21h30: Palmeiras x Flamengo – Jayme Cintra

Sábado, 16 de março

15h: Fluminense x Atlético-MG – Luso-Brasileiro
15h: Avaí/Kindermann x RB Bragantino
16h: Cruzeiro x São Paulo – Castor Cifuentes
16h: América-MG x Internacional

Segunda-feira, 18 de março

20h: Grêmio x Corinthians

 

Comentar com o Facebook