Lucas Paquetá é acusado de violar regras de apostas pela Federação Inglesa; jogador nega e diz estar ‘surpreso’

Apostas I 23.05.24

Por: Magno José

Compartilhe:
Paquetá investigado: conheça regras da Football Association sobre apostas
Brasileiro foi acusado pela FA por receber quatro cartões amarelos suspeitos em investigação (Foto: West Ham United FC)

Meio-campista da Seleção Brasileira e do West Ham, Lucas Paquetá foi acusado formalmente pela Federação Inglesa por violar regras de conduta sobre apostas. Nesta quinta-feira, a FA publicou uma nota oficial dizendo que o jogador teve quatro violações constatadas em quatro partidas da Premier League.

A Federação Inglesa alega que Paquetá “procurou influenciar diretamente o progresso, a conduta ou qualquer outro aspecto ou ocorrência das partidas, buscando intencionalmente receber um cartão do árbitro com o propósito indevido de afetar o mercado de apostas para que uma ou mais pessoas lucrar com apostas”, segundo a nota oficial.

Os jogos investigados pela federação inglesa para motivar as acusações foram contra o Leicester City, em 12 de novembro de 2022, contra o Aston Villa, em 12 de março de 2023, contra o Leeds United, em 21 de maio de 2023, e contra o Bournemouth, em 12 de agosto de 2023.

Em seu Instagram, o jogador se pronunciou sobre o caso, negando as acusações feitas pela federação inglesa e afirmando que cooperou com as investigações.

– Estou extremamente surpreso e chateado com o fato de a FA ter decidido me acusar. Cooperei com todas as etapas da investigação e forneci todas as informações que pude durante estes 9 meses. Nego as acusações na íntegra e lutarei com todas as minhas forças para limpar meu nome. Devido ao processo em andamento, não fornecerei mais comentários – postou o jogador.

De acordo com a federação inglesa, o jogador tem até 3 de junho de 2024 para responder as acusações, sujeito a qualquer pedido de prorrogação deste prazo.

Em um comunicado oficial enviado ao jornal inglês ‘The Sun’, o West Ham demonstrou apoio a Lucas Paquetá e afirmou que seguirá apoiando o jogador ao longo do processo.

– O clube confirma o recebimento da denúncia da FA contra Lucas Paquetá pelas alegadas violações das regras. Lucas nega categoricamente essas violações e vai continuar a defender sua posição robustamente. O clube seguirá do lado e apoiando o jogador ao longo do processo. E não vai fazer novos comentários até que a questão seja concluída

As acusações formalizadas pela FA podem complicar mais uma vez uma possível transferência para o Manchester City. Na última temporada, o City teria entrado em acordo com o West Ham pelo jogador com uma proposta de 80 milhões de libras naquele momento, mas as investigações sobre um possível envolvimento de Paquetá com esquemas de apostas congelou o interesse do City naquele momento.

Já desta vez, o interesse do City em Paquetá parecia um pouco mais intenso do que na temporada passada, de acordo com a imprensa inglesa, e uma possível transferência para o time de Pep Guardiola seria uma das grandes novela da próxima janela. No entanto, com as acusações formalizadas pela FA, a ida de Paquetá para o City pode estar em risco mais uma vez.

CBF quer aguardar decisão final sobre denúncia de Paquetá, mas ainda avalia efeitos sobre convocação

A direção da seleção brasileira e da CBF avaliam os efeitos da denúncia sobre o meia Lucas Paquetá e não querem tirar o jogador da lista de convocados para Copa América até a decisão final sobre a investigação da Federação Inglesa, revela o Blog do Diogo Dantas no Globo Online.

A entidade vai debater o assunto de maneira emergencial, mas em um primeiro momento o entendimento é que não seria necessário tirá-lo da equipe de Dorival antes de conclusão do processo. O diretor Rodrigo Caetano vai tratar do assunto com o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, e o departamento jurídico será ouvido para um posicionamento final sobre eventual corte.

O principal argumento a favor da manutenção de Lucas Paquetá a serviço do Brasil é que o apoiador não está suspenso de jogar pelo West Ham nesse momento, mesmo que tenha sido no país onde teria ocorrido o suposto envolvimento com apostas.

Paquetá chegou a ser tirado de listas da seleção com o técnico Fernando Diniz. Desde que Dorival assumiu, a ideia era trazê-lo de volta uma vez que a federação inglesa não dava andamento ao processo. Agora, o jogador tem até 3 de junho para apresentar defesa. A lista da Copa América fecha no dia 12.

 

Comentar com o Facebook