“Não dá para ignorar que é um setor que pode ser importante, inclusive no meu Estado”, afirma Marcelo Ramos

Destaque I 03.02.22

Por: Magno José

Compartilhe:
Relator aprova pedido de informação sobre regulamentação das apostas esportivas
Vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos defende que a legalização dos jogos pode impulsionar a economia e o turismo (Foto: Câmara dos Deputados)

O Congresso Nacional retomou as atividades nesta quarta-feira (2) e a expectativa é que os parlamentares avancem em pautas importantes nas próximas semanas. Entre os temas mais aguardados para o retorno do legislativo é a possível aprovação da PEC dos combustíveis, que que autoriza os governadores a diminuir a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os combustíveis sem apresentar uma fonte de compensação e a legalização dos jogos de azar.

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan News, o vice-presidente da Câmara, deputado Marcelo Ramos (AM) comentou que além dos combustíveis, outro tema que deve ser destaque no Congresso é a possível legalização dos jogos de azar no Brasil, que terá prioridade no plenário da Câmara. O assunto é motivo de racha entre os parlamentares. De um lado, os apoiadores defendem que a proposta pode impulsionar a economia e o turismo, mas os críticos falam em brecha para a corrupção e lavagem de dinheiro.

Para Marcelo Ramos, é preciso discutir o modelo de autorização. “Não dá para ignorar que é um setor que pode ser importante, inclusive no meu Estado. Podemos ter no Amazonas a implantação de resorts [com jogos]. Não sou contra por princípio, quero discutir a modelagem, se serão apenas novos empreendimentos. Se regulamentar, você traz legalidade e pode ser um instrumento de geração de emprego e riqueza. Mas é preciso muito cuidado para essa confusão que existe entre os jogos e a criminalidade, tráfico de drogas, crime organizado e lavagem de dinheiro. Quero discutir o conteúdo da proposta para que tenha travas para não ser uma porta para a lavagem de dinheiro.”

 

Comentar com o Facebook
error: O conteúdo está protegido.